Logo
Imprimir esta página

Serpa Pinto Discoveries

Serpa Pinto Discoveries
Classifique esta informação
(0 votos)

Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000166

Objetivo principal | Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade dos trabalhadores.

 
Região de intervenção |
Concelho de Cinfães

Entidade Beneficiária

    Município de Cinfães

Data de Aprovação |
23-12-2020
Data de início da obra |
01-05-2021
Data de conclusão da obra |
30-04-2023
Custo Total da Obra |
2 508 224,45
Custo total elegível |
2 508 224,45
Apoio financeiro da União Europeia |
FEDER – 1 639 820,00
Apoio Financeiro público nacional |
868 404,45

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

A presente operação visa a recuperação da casa do General Serpa Pinto no âmbito da futura criação de um espaço museológico, designado “Serpa Pinto Discoveries”, localizado na Quinta do Paço da Serrana, no concelho de Cinfães, pretendendo-se que venha a ser um espaço cultural de preservação e divulgação da vida e obra do Explorador e General Alexandre Serpa Pinto. A Quinta do Passo da Serrana, pretende ser um espaço de (re)descoberta da natureza, da geografia, da etnologia, da botânica, da zoologia, da etnografia, entre outras, dando corpo às áreas que o grande explorador africano Serpa Pinto estudou e reportou nas suas expedições. O espaço será organizado em três grandes áreas de intervenção, ficando a casa principal e espaços envolventes para “Serpa Pinto Discoveries”, como área interativa e temática que reconstrói a odisseia de Serpa Pinto e que produziu efeitos consideráveis no conhecimento e no prestígio internacional de Portugal. O outro espaço convidará à (re) descoberta do território e ficará organizado em mais dois subespaços: área botânica, constituída por um parque de biodiversidade, locais de observação/investigação, circuitos pedestres e de manutenção, complementado por um espaço de jogos tradicionais e também por uma área dedicada à nossa ruralidade, com um parque de produtos endógenos e um espaço animal, onde os animais do território terão especial enfoque (arouquesa, suínos, caprinos, ovinos, leporídeos e aves). Será um espaço que evoca o grande espírito empreendedor e aventureiro do Explorador Serpa Pinto e convida a (re)descoberta do território. A operação visa a promover o empreendedorismo através da odisseia do explorador Serpa Pinto, incentivar os habitantes, visitantes e turistas à (re)descoberta do território, da sua identidade e das suas gentes, estimular e promover o desenvolvimento dos produtos endógenas, como elemento diferenciador na economia local. É também objetivo da operação impulsionar o destino Douro, neste caso específico o Douro Verde e funcionar como porta de entrada no vale do Bestança, no Montemuro, no vale do Paiva, entre outros, servindo-se do Cais de Porto Antigo. É objetivo promover Cinfães como destino por excelência para o desporto de natureza e turismo ativo, potenciando a estadia fora da época alta e aumentando a estadia média. A operação procura ter uma forte componente impulsionadora do empreendedorismo, em especial ligado ao potencial local e regional, com enfoque nos produtos endógenos e na sua valorização associado à atividade cultural, pedagógica e turística. O projeto materializa a valorização dos ativos locais, tendo em vista a estimulação empresarial ligada direta e indiretamente ao turismo. Aumenta a atratividade do território, a sua qualidade de vida, potencia o emprego e cria barreiras ao despovoamento, estimulando várias áreas de atividade ligadas ao turismo, promovendo o aumento de visitantes e turistas, fomentando a criação de valor e complementaridade de produtos e serviços.

P&T