Logo
Imprimir esta página

Combate à vespa asiática no concelho de Cinfães

Combate à vespa asiática no concelho de Cinfães
Classifique esta informação
(0 votos)

A Câmara Municipal de Cinfães vai intensificar o combate à vespa velutina, conhecida como vespa asiática. Depois do trabalho realizado, de 2016 a 2018 e que resultou no abate de mais de 800 ninhos, num investimento próximo dos 40 mil euros, o Município estabeleceu, recentemente, um contrato com uma Associação de Defesa do Ambiente vocacionada para o controlo desta espécie invasora. Trata-se da Nativa e que irá desenvolver no concelho de Cinfães atividades de prevenção, deteção precoce e resposta rápida, a erradicação, o controlo e a contenção da espécie e a recuperação de áreas invadidas, entre outras.

Esta associação ficará encarregue de exterminar todos os ninhos comunicados, em 3 dias (72horas), bem como proceder à sua sinalização e registo na base de dados nacional (SOS Vespa). Por outro lado, e de modo a diminuir os focos de infeção, procederá à distribuição de armadilhas e isco às Juntas de Freguesia, de forma a eliminar, à partida, as rainhas fundadoras e o número de ninhos formados.

Esta associação, com uma equipa de profissionais e vasta experiência no ramo, também ligada à investigação universitária, presta já serviços nos concelhos vizinhos de Arouca e Marco de Canaveses, estabelecendo-se, deste modo, uma ação comum e alargada para o controlo desta espécie invasora, com garantias de maior sucesso.

A Nativa vai também realizar ações de sensibilização e esclarecimento nas Juntas de Freguesia do Concelho destinadas aos apicultores, mas também à população em geral. O objetivo é esclarecer algumas questões sobre a espécie vespa velutina, a presença da mesma no concelho de Cinfães, bem como os procedimentos a ter no caso da deteção de ninhos. A Nativa procederá ainda à demonstração e entrega de armadilhas e outros sistemas de capturas de novas fundadoras.

P&T