Município

A+ A A-

Câmara investe perto de 2 milhões no próximo ano letivo

Classifique esta informação
(0 votos)

A Câmara de Cinfães está a trabalhar para que, em setembro, esteja tudo a postos para o arranque das aulas. A Educação das crianças e jovens do Concelho continua a ser uma das principais apostas do Município. Perto de dois milhões de euros é o montante investido ao longo do ano letivo.

A maior fatia vai para os transportes escolares que são gratuitos para todos os alunos desde o pré-escolar até ao ensino secundário, o que representa uma importante poupança para as famílias cinfanenses. Num ano letivo, um agregado familiar na Gralheira poupa, por aluno, um valor de €980. No caso de Escamarão a poupança é na ordem dos €737 e em Nespereira é de €644.

Os cadernos de fichas nas várias disciplinas, incluindo o inglês, para os alunos desde o 1º ao 4º ano de escolaridade também serão assegurados pelo Município, à semelhança do ano anterior. Os alunos do 1º ciclo receberão ainda, no início do ano letivo, um kit individual de material escolar.

Ainda no 1º ciclo, a Autarquia vai manter o programa das atividades de enriquecimento curricular e o prolongamento de horário. Programa que continuará a abranger, igualmente, os alunos do pré-escolar com o ensino do inglês, música e desporto.

As refeições escolares também levarão uma importante fatia do investimento global com a contratação de pessoal para apoio e acompanhamento das refeições nas escolas, bem como com o custo das refeições dos alunos beneficiados por um escalão do subsídio escolar. O programa Fruta Escolar também é uma realidade em todas as escolas do Concelho.

Os alunos do pré-escolar e 1º ciclo são ainda contemplados com a realização de várias atividades ao longo do ano letivo: desfile de Carnaval, semana da leitura, viagem de finalistas no rio Douro oferecida aos alunos do 4º ano e comemoração do dia mundial da criança.

Outra área de aposta que terá continuidade é o apoio aos alunos com necessidades educativas especiais com a colocação de 8 auxiliares no pré-escolar, no 1º e 2º ciclos, mais duas que no ano anterior.

Serão também mantidas a introdução do xadrez e a prática do ténis de mesa nas escolas. Novidades introduzidas no ano letivo anterior no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa que trouxe ainda as salas do futuro e a escola virtual.

A atribuição de bolsas de estudo aos alunos no ensino superior é outras das medidas a manter com um investimento na ordem dos 50 mil euros ano letivo.

Como forma de incentivo e reconhecimento aos alunos, a Câmara vai distinguir, em setembro, os melhores alunos dos 6º, 9, 10º, 11º e 12º anos com a entrega de prémios de mérito escolar.

O investimento de perto dois milhões de euros inclui ainda a manutenção dos espaços e equipamentos escolares; a colocação de quadros interativos em todas as salas de aula do 1º ciclo; a atribuição de verbas anuais às escolas para aquisição de materiais de desgaste, materiais pedagógicos e manutenção dos fotocopiadores; a formação contínua dos assistentes operacionais e técnicos e a disponibilização de uma biblioteca itinerante que percorre as escolas do 1º ciclo.