Logo
Imprimir esta página

Ministra reconhece “Cinfães é um exemplo muito inspirador» do aproveitamento de fundos europeus

Ministra reconhece “Cinfães é um exemplo muito inspirador» do aproveitamento de fundos europeus
Classifique esta informação
(0 votos)

A Ministra da Coesão Territorial visitou Cinfães no dia 21 de dezembro. Ana Abrunhosa participou numa reunião de trabalho com o presidente Armando Mourisco. Em cima da mesa estiveram a análise da evolução do PT2020 e os investimentos realizados e em curso em Cinfães, o futuro quadro comunitário PT2030 e o plano de retoma e resiliência. Seguiu-se uma visita ao recém-inaugurado Parque de Campismo e Caravanismo de Mourilhe, na freguesia de São Cristóvão de Nogueira, um projeto financiado no âmbito do programa de valorização dos recursos endógenos (PROVERE).

No final do encontro, a ministra da Coesão Territorial afirmou que “o senhor presidente da Câmara apresentou-nos um vastíssimo conjunto de projetos, uma parte significativa deles com o apoio de fundos europeus. Isto significa que Cinfães está a aproveitar bem os fundos, que provam aqui a sua importância para a coesão territorial”.

A ministra ouviu os detalhes sobre projetos na área social, económica, de educação e regeneração urbana e disse ser “muito inspirador perceber que os autarcas têm um papel interveniente em projetos com esta abrangência”, que vão dos apoios para a promoção da natalidade à recuperação de aldeias tradicionais, da valorização do património natural à atribuição de bolsas para estudantes do ensino superior. “É também para ajudar estes territórios que se fizeram os PROVERE - programas específicos para valorizar os produtos endógenos do Interior e potenciar o seu valor cultural, económico e social. É o exemplo do Parque de Campismo e Caravanismo que tive oportunidade de visitar”, acrescentou.

Por sua vez, o presidente da Camara de Cinfães defendeu que “estamos a cuidar primeiro de quem cá esta, melhorando condições de habitação, estimulando e premiando o mérito, tornando-se mais atrativo para empresas e visitantes. E isso exige que haja apoios direcionados e exclusivos para o Interior, e que tenhamos a coragem de tratar de forma diferente o que é, de facto, diferente”.

Em resposta às reivindicações apresentadas pelo presidente da Câmara de Cinfães, a ministra Ana Abrunhosa defendeu a revisão do mapa dos municípios de território de baixa densidade. A governante reconheceu que o mapa existente atualmente está desatualizado e desafiou os municípios a iniciar essa discussão sobre o interior mais profundo.

Armando Mourisco mostrou-se muito satisfeito por a ministra comungar da sua linha de pensamento e adiantou que vai "propor um conjunto de critérios que façam o diferenciamento dos territórios (...) para que depois sejam majorados na aplicação de fundos".

O presidente de Cinfães acrescentou que vai "fazer chegar à ministra da Coesão Territorial e à Associação Nacional de Municípios Portugueses [ANMP] um conjunto de medidas muito objetivas, quantificáveis, e que possam ajudar a tornar o mapa mais coeso" para que seja discutido entre os pares.

A ministra assumiu que se "a Associação Nacional de Municípios entender propor a revisão de um mapa dos territórios de baixa densidade ou dos territórios do interior, o Governo não será obstáculo a essa revisão, pelo contrário, verá com muito bons olhos".

 

P&T