Município

A+ A A-

Desfile Etnográfico e Estátuas Vivas surpreenderam Cinfães!

Classifique esta informação
(4 votos)

Cinfães – Culturalmente Único foi o mote para o Desfile Etnográfico e para o Festival de Estátuas Vivas que teve lugar nos dias 10 e 11 de setembro. Cinfães foi invadido pela arte e cultura ao longo de um fim-de-semana onde a história se juntou à etnografia para manter vivas as tradições, artes e ofícios locais. E foram muitas as pessoas que aceitaram o convite do Município e participaram nesta iniciativa que foi um sucesso e certamente será para continuar!

O Desfile Etnográfico aconteceu na tarde de domingo, dia 11 de setembro e contou com a participação das associações do Concelho e vários carros alegóricos que mostraram, orgulhosamente, o melhor da cultura e identidade do povo cinfanense. Com saída da Câmara Municipal, o cortejo percorreu as principais artérias da vila de Cinfães terminando junto à Igreja Matriz com a atuação dos grupos de folclore participantes. Uma tarde que culminou com a atuação da Orquestra de Quinhão que encerrou o programa com um tradicional bailarico no Largo da Fonte dos Amores.

Também no domingo, realizou-se o 1º Festival de Estátuas Vivas de Cinfães. Foram 13 estátuas vivas que surpreenderam todos aqueles que saíram de casa e vieram fazer parte deste evento único. O Largo 25 de Abril, o Largo da Fonte dos Amores e o Jardim Serpa Pinto transformaram-se numa espécie de galeria de arte ao ar livre com a participação de vários artistas de rua conceituados e premiados. Vindos de vários pontos do país trouxeram magia a Cinfães com a recriação, entre outros, de várias personagens e figuras históricas, destacando-se a figura de Serpa Pinto. De realçar que este 1º Festival contou com a participação de Cátia Ferreira e Vitor Hugo Almeida, campeões mundiais de Estátuas Vivas, troféu conquistado em Holanda no ano de 2019 e que foram parceiros do Município na organização deste evento através da Associação Organicamente.

Inserido neste festival, no sábado o largo da Fonte dos Amores acolheu uma noite única com uma performance onde a arte da estátua-viva, a mímica e a música se misturaram criando um espaço único de alegria e energia contagiante. Os Living Statues Dj’s trouxeram ritmos tribais com fusão entre sons mais orgânicos e outros mais eletrónicos evocando o espírito quente do continente Africano. A noite ficou ainda marcada por um espetáculo de manipulação do fogo. Os Quideia trouxeram uma apresentação intensa e mística, com coregrafias complexas, que prenderam a atenção dos espetadores desde o primeiro momento.

Um fim-de-semana inédito cuja organização foi Câmara Municipal de Cinfães cofinanciada pelo Programa Operacional Regional do Norte 2020.