Skip to main content
.

Portugal 2020

Observatório da Natureza da Srª do Castelo

CÓDIGO DO PROJETO | NORTE-06-3928-FEDER-000259

Observatório da Natureza da Srª do Castelo
Objetivo principal
Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral

Região de intervenção
Concelho de Cinfães

Entidade Beneficiaria
Município de Cinfães

Data de Aprovação | 20-12-2022
Data de início | 11-11-2021
Data de conclusão | 30-06-2023
Custo Total da Obra | 435 102,52€
Custo total elegível | 435 102,52€
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 369 837,15€
Apoio Financeiro público nacional | 65 265,37€

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos


Esta intervenção tem como objetivo principal a promoção e valorização dos recursos endógenos e recursos naturais existentes no Município, a conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património natural e cultural, alavancando assim o aumento do número de visitantes e turistas a sítios de património cultural e natural e de conservação de recursos naturais. Pretende também a utilização sustentável dos recursos naturais, aproveitando a potencialidade dos mesmos no sentido de alavancar o desenvolvimento socioeconómico da região, uma vez que esta intervenção trará um maior número de visitantes ao concelho, fomentando a promoção pequenos negócios e a criação de emprego local, traduzindo-se num desenvolvimento sustentável do concelho, contribuindo desta forma para estimular e promover o desenvolvimento dos produtos endógenos, como elemento diferenciador na economia local. A operação do Observatório da Srª do Castelo propõe desenvolver uma perspetiva inovadora de valorização económica dos recursos endógenos e o consequente arrastamento de outros projetos e atividades complementares, valorizando o património natural e cultural, com o aproveitamento de recursos naturais para aplicações de maior valor acrescentado, ações que visem a atração de empresas, novos residentes e visitantes. Pretende-se com a implementação da operação o aumento do número de empresas e projetos ligados ao turismo e cultura; o aumento da estadia média no alojamento do concelho, o aumento de emprego e estabilização da população do concelho, combatendo a desertificação; contributo para a consciência ambiental e de sustentabilidade na utilização dos recursos.

Galeria de Imagens


Relacionados

20 dezembro 2022
Visualizações: 1722

Lameiros na aldeia
de Bustelo